sábado, 7 de setembro de 2013

Winter's Bone


Melancólico. Cruel. Frio. Winter's Bone (2010) não é o chegar do Inverno, mas a estação em si. Realizado por Debra Granik, foca-se no drama de uma adolescente - interpretada por Jennifer Lawrence -, que procura a todo o custo encontrar o pai, fugido à justiça, para não ver a casa onde mora com os irmãos ser penhorada. 

Ree Dolly é o foco da acção. Todo o enredo gira em torno desta jovem que é o sustento e a orientação de uma família disfuncional, inserida numa pequena comunidade algures nas montanhas americanas. Para encontrar o paradeiro do pai, traficante de droga, Ree tem de "desbravar" um caminho, uma comunidade, que não quer ajudá-la e muito menos falar sobre o que não deve ser falado. 

Ao relatar uma comunidade paralela ao sonho americano, a Hollywood,  Winter's Bone mostra-nos outra moral, e não só outra realidade. Nesta comunidade faz-se o que tem de ser feito para se sobreviver. E Ree não procura o pai, apenas, para fazer justiça. Procura-o para poder sobreviver e cuidar da família. Porventura, não se deve afirmar que relata outra moralidade, mas sim, a falta desta perante a criação de um sistema de valores próprio da comunidade. 

Quanto aos desempenhos, a Jennifer Lawrence cabe o sucesso maioritário do filme, tendo sido nomeada pela Academia ao Óscar de Melhor Actriz Principal. Esta não é, de todo, a Jennifer que estamos habituados a ver nas capas de revista. Ree é uma personagem forte, integra, com um enorme instinto de sobrevivência e lutadora. Jennifer não falha, nem no sotaque perfeito, e não satirizado, que adoptou para a sua personagem.

Winter's Bone é tudo o que foi referido, mas é sobretudo sobre a sobrevivência e o caminho para esta. Consegue ser uma brilhante obra melodramática e uma crítica à sociedade norte-americana tão cheia de excessos. 

Sem comentários:

Enviar um comentário