sexta-feira, 6 de setembro de 2013

A julgar por estas noites, podem parar de me chamar louca

Vem com a brisa, como quem é bom demais para estar sempre por perto. Deseja-lo durante todo o tempo. É quente e reconforta. Aconchega. Faz par com a manta, com o filme, com as peúgas às riscas, as pantufas peludas ou o cachecol feito pela avó. Há quem seja louco, não só por o desejar durante todo o tempo, como por o consumir durante todo o ano. E, eu sou louca. Sou louca por chá.

Sem comentários:

Enviar um comentário