segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Hitchcock

Não é um estrondo de filme mas, quando acaba, deixa-nos com vontade de ir pesquisa tudo e mais alguma coisa sobre Alfred Hitchcock. É claro que todos gostaríamos que as cenas relativas às filmagens de Psycho fossem mais mas, o enredo é sobretudo sobre a relação de Hitchcock com Alma, a sua esposa - que aqui recebe o merecido crédito e 'eterno' elogio -, durante a rodagem. 
Anthony Hopkins leva o filme às costas com a sua prestação. Não menosprezando as restantes mas  é, absolutamente, um papel de outro nível e de outra categoria, que se eleva perante os demais. É delicioso observar como Hopkins estudou a personagem e a transpôs para a tela, com a ajuda de um excelente trabalho de caracterização. 
Já a prestação de Helen Mirron é mais difícil de avaliar dada a ausência de informações relativas à personalidade concreta de Alma. No geral, acho que encaixa no enredo e gosto do caminho tomado, mas se é 'o' correcto, bem... não se sabe. 

Sem comentários:

Enviar um comentário