sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Considerações (quase) finais

Foi um ano difícil. Talvez dos mais difíceis que me lembro. Ainda tenho o projecto da faculdade em mãos, eu, que sempre fui super atinada e pontual, deixei-o para entrega em tempo de exames. Parece mentira, mas é verdade. E o pior, ou o melhor, depende, é que não me ralo nem um pouco com isso. 
O ano está quase a acabar, e sim, espero que o próximo seja melhor - não esperamos sempre? -, mas não me despeço deste sem lições ou coisas boas. Aprendi a não dar tanta importância à vida. Se é bom ou mau, não sei, mas a mim faz-me bem; Aprendi a viver um dia de cada vez; A sonhar um pouco menos e a desejar com menor fulgor - isto sei que é ligeiramente mau. 
Acho que saio deste ano mais realista. Talvez mais adulta. Pelo menos assim gosto de o pensar. Não faz sentido retrocedermos, certo?  Aprendi com os meus erros e com as atitudes correctas, mas mais com os meus erros, como habitualmente. 
Poderia continuar, com as lições e as coisas boas, ou más, deste ano, mas não vale a pena. Só espero que o próximo seja melhor, que me permita crescer ainda mais, aprender mais, conhecer-me mais. Prometo fazer um post com os desejos para o novo ano. Sim, tenho uma lista em construção mental de coisas que quero melhorar no próximo ano, ou que espero puder fazer. Quer dizer, que pretendo fazer! 
Enfim... Para finalizar este post em beleza, só tenho a dizer que o Natal foi mais fraquinho que o normal, mas isso não importa quando a Chanel entra ao barulho. Estou eu aqui a desejar um ano melhor, caramba, com Chanel, agora em batom também, tudo será melhor! ;) 

Sem comentários:

Enviar um comentário