quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Ressaca literária

Nunca tinha pensado em tal expressão. Contudo, há uns dias encontrei a seguinte imagem pelas redes sociais e a verdade é que me tem perseguido. Sim, porque neste verão li cinco livros. Uns atrás dos outros, com enorme prazer e satisfação. Julgava que agora que tinha sido apanhada pelo bichinho da leitura nunca mais iria parar. Mas planos não passam de planos. E após ter sido confrontada com esta expressão, pensei, pensei e pensei, e compreendi que ainda não tinha pegado noutro livro pois estou a sofrer de uma ressaca literária. Não me sinto mal, não tenho dores de cabeça, nem enjoos típicos de uma ressaca de álcool (ou de gomas), mas sinto uma certa resistência cada vez que pego num livro. Olho para ele, ali, na minha mesa de cabeceira, com uma capa toda bonitinha em pele. Sei que é um clássico da literatura, mas... Ainda não abri as páginas, nem o cheirei, nem me deixei levar. Talvez precise de uma coisa diferente. Menos pesada.Tinha pensado comprar "As Cinquentas Sombras de Grey", toda a gente fala sobre o livro. Uns mal, outros bem. E a minha curiosidade está aguçada. Mas ir gastar quase 20 euritos num livro cuja credibilidade é 50/50? Não me parece. "A Guerra dos Tronos" também me anda aqui a seduzir. Adorei a série. Mas a verdade é que tenho receio de perder-me pelas encruzilhadas e pelas páginas do livro. E, também já vi a série, que é brutal e, se a série é brutal nem quero imaginar os livros. É isso, não vou lê-los por serem bons demais. E pronto, é isto. Mal-dita ressaca literária que me aborrece e me desanima literáriamente. 


Sem comentários:

Enviar um comentário