segunda-feira, 24 de setembro de 2012

A primeira aula do semestre

Pois é, o drama começou. Críticas, mal dizeres, palavrões, suspiros e irritabilidade. Estas são, talvez, as melhores expressões para descrever a primeira aula de qualquer semestre. É que a suposta primeira semana de aulas não conta. É para a praxe, para os copos ou, simplesmente, para dormir. A segunda semana é a sério. É a semana em que começas realmente a perceber quantos trabalhos tens para fazer, como funcionará o regime de faltas e de avaliação das cadeiras. É a semana em que percebes que tens dezenas de trabalhos para entregar numa mesma semana - bem, dezenas não, mas pronto, eu avisei, o drama começou. Tudo isto não deixa de ter uma certa piada. Se, inicialmente, o drama era do tamanho do mundo, agora não passa de um "O-M-G. Vou ter de abastecer a casa com Red Bull". (Marcas à parte, que ninguém me pagou para referi-las.) A verdade é que não existe um semestre que não pensemos o mesmo. Quando olhamos para a calendarização e percebemos a quantidade de coisas que teremos para fazer, colocamos as mãos na cabeça de aflição. Na dada altura puxamos os cabelos, esperneamos e o café nunca pode acabar. No fim, corre sempre tudo bem, com mais ou menos facilitismos. Acho que é como diz o ditado: «Nunca sabes o quão forte és, até teres de sê-lo». 

Sem comentários:

Enviar um comentário