domingo, 24 de junho de 2012

Um problema da moda ou das mulheres?

Desde há uns meses que o meu namorado se queixa que quando vai às compras não encontra nada de jeito. Afirma que as roupas agora têm todas uma tendência gay, que não lhe agrada. 
Eu costumava gozar com ele e dizer-lhe que a culpa era dele, que não gostava de variar, e que tinha a mania das t-shirts e dos jeans
Na semana passada fomos às compras e ele pediu-me para lhe escolher alguma coisa, enquanto ele experimentava uma peça. E... tive sérios problemas para encontrar algo que eu gostasse e que achasse que lhe iria ficar bem. 
Ou eram as cores demasiado femininas, ou os decotes das camisolas demasiado carregados. Os padrões também não ajudavam nada - ou eram os normais ou eram demasiado extravagantes. No meio de um piso inteiro da H&M lá encontrei uma t-shirt super gira do David Bowie - da qual ele é fã, e eu também. 

Agora com a semana da moda e com as colecções masculinas a saírem a toda a hora, eu delicio-me. De facto, os estilistas esmeram-se e tenho visto coisas muito bonitas. Eu gosto imenso, mas sou mulher. E tenho de concordar, as colecções são cada vez mais dirigidas para o público gay e para os excessivamente metrosexuais. 

Sim, eu adoro cores pastel, gosto imenso de padrões. Mas de facto, aquilo que tem saído é cada vez mais feminino, enquanto que a roupa feminina começa a ter cada vez mais tendências masculinas. Eu própria vou à parte dos homens nas lojas e já comprei algumas peças de homem. Mas isso sou eu. E os homens?

A grande questão aqui, para mim, é de onde vem esta tendência. Será dos estilistas ou será desejo das mulheres?
Ora, a maior parte dos estilistas são gays
Mas, a maior parte das mulheres também quer que um homem seja... uma mulher. 
Começa simplesmente na questão da arrumação e da limpeza. Ajudam nas lides domésticas, cozinham e passam a ferro. Até aqui, tudo bem. Mas depois arranjam as unhas, fazem a depilação, passam imenso tempo ao espelho de volta do cabelo, aparam a barba para ficar perfeita. Combinam o cinto com o sapato. A camisa com a t-shirt. E quando damos por ela estão feitos... mulheres. 

É claro que gosto de um homem que tenha uma boa presença: que se saiba vestir, que tenha a barba arranjada. Mas no dia em que o meu namorado demore mais tempo a despachar-se do que eu teremos o caldo entornado. 


Sem comentários:

Enviar um comentário