sexta-feira, 15 de junho de 2012

Guerrilha de sexos?!

Não sou muito destas coisas, mas preciso de desabafar. Afinal,é para isso que serve um blogue, supostamente. 
Há uns tempos vi um post no Facebook, uma professora minha tinha sido "acusada" de não encaixar no Alive porque lia a Vogue
Honestamente, acho que esta acusação chega a ter contornos ridículos. 
Qualquer homem se sente no direito de afirmar "Tu isto e tu aquilo, porque lês a Vogue". Não deveríamos nós responder-lhes na mesma moeda? "Tu isto e tu aquilo, porque lês o Record"?. Mas não, não o fazemos. Encolhemos os ombros. E porquê? Porque percebemos, e sabemos, que o desporto está para os homens, como a moda está para as mulheres. E para nós não há problema nenhum. 

Todos os homens gostam de uma mulher que tenha humor suficiente para ver um jogo de futebol com eles. Mas, pergunto eu, todos os homens gostariam de ver um mulher praguejar enquanto bebe uma cerveja e vê um jogo? Não, não gostariam. Mas ficariam enternecidos por ver a sua marca de batom vermelho no gargalo da garrafa de cerveja. Ficariam enternecidos por verem a sua senhora pavonear-se com os sapatos novos, enquanto o seu perfume paira pelo ar. 

É normal um homem gostar de futebol. E é normal uma mulher gostar de moda. Isso não faz nenhum dos dois mais burros, ou mais espertos. Isso é apenas uma faceta de cada individuo. 
Da mesma forma que cada pessoa gosta de coisas diferentes, e da mesma forma que identificamos os nossos amigos, conhecidos ou whatever, tendo com conta certas características. 

Por isso, deixem-se de acusações. Vejam as pessoas no seu todo, e não se fiquem por meias avaliações. 
Ler-se a Vogue não quer dizer absolutamente mais nada do que "gosto de moda" e "gosto de me vestir bem".
Ler um jornal desportivo não quer dizer mais nada do que" gosto de desporto". 
Ler um económico, ler um político, ler a Blitz,  ler a Playboy, não define o todo de uma pessoa. 





1 comentário: